Skip to content

Gui Mohallem

01/09/2010

Eu queria falar sobre esse fotógrafo que eu descobri hoje: Gui Mohallem

Ele não é exatamente um artista atrás do arbusto, uma vez que ele já até expôs em Nova York, mas eu ainda acredito que ele se encaixa neste blog, porque acho que nenhum de vocês, leitores, já ouviram falar sobre ele ou viram suas fotos, que, por sinal, valem super a pena conhecer.

Ele é mineiro, formado em Cinema e Vídeo pela ECA-USP. Especializou-se em cinematografia e desde 2007 dedica-se exclusivamente à fotografia. Acredito que essa formação permitiu o que há de mais interessante sobre as fotos de Gui Mohallem – ele utiliza a técnica da Pinhole digital, que consiste, basicamente, em retirar a lente da câmera e substituí-la por uma espécie de tampinha com buraco (vide tutorial de como fazer sua própria pinhole digital no site dele)

Ele tem uma séria chamada Ensaio para a loucura, que é absolutamente incrível. São fotografias feitas com a pinhole digital, de pessoas que dão o seu depoimento, dividindo sua intimidade com o fotógrafo. As fotos são acompanhadas de trechos desses depoimentos, escolhidos pelo próprio Gui Mohallem.

A minha impressão sobre essas fotografias é que elas carregam uma dose sutil da loucura dessas pessoas, trazendo suas sensibilidades singulares e insanas à imagem. Bom, eu não vou dizer mais nada e também colocarei aqui só um exemplo dessa série, porque eu não quero estragar o impacto que vocês terão ao estarem de frente a todas essas fotos.

A melhor coisa sobre a amnésia é que você pode começar do zero. Seu cérebro fica como um HD vazio. Aos 16 anos de idade eu entendi que a amnésia era uma chance única: jogar fora os pedaços que eu não gostava e construir uma nova pessoa para eu ser, alguém com quem eu ficasse mais satisfeita.”

Eu acho esse exemplo muito bom de como a imagem remete ao que pode se passar na cabeça dessa pessoa.

Além do Ensaio para a loucura, o fotógrafo também possui as Séries do Abandono, que também têm fotografias lindas. Vale a pena conferir tudo.

Alguns exemplos dessas séries:

Espelho Manchado

Cantos do Exílio

Último abandono

Acessem, também, o blog do Gui Mohallem (há um link lá no site), porque vocês encontrarão mais fotos e textos legais para conhecer um pouco mais sobre esse artista.

Anúncios
2 Comentários leave one →
  1. 03/09/2010 10:55 AM

    nossa, me apaixonei pelo trabalho dele. lindo mesmo. adorei as cores.

  2. Thelma Nakae permalink
    13/09/2010 1:51 AM

    ele faz fotos digitais com cara de analógicas!

    lindo!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: